terça-feira, março 20, 2007

A mídia como ela é

Os meios de comunicação desempenham hoje funções essenciais à consolidação das sociedades democráticas. Diante de tal relevância, torna-se decisivo também o debate sobre os diferentes mecanismos que contribuem para a regulação das atividades da própria mídia. E, ao mesmo tempo, investigar como essa discussão vem sendo tratada pela imprensa. Trazer respostas para esse desafio foi um dos objetivos da pesquisa cujo relatório pode ser lido aqui (em arquivo PDF; 1,67 MB).
Os meios de comunicação comprovadamente têm sido compreendidos como engrenagens centrais no ordenamento do debate público acerca das mais distintas questões. As conquistas tecnológicas dos últimos séculos – principalmente, o advento da radiodifusão – deram ainda mais amplitude a tal percepção. Não é por outra razão que as empresas de comunicação de massa passaram a ser vistas como um "quarto poder" na esfera política.
Essa importância, do ponto de vista do jornalismo, ficou patente quando se compreendeu que à imprensa – em suas diferentes plataformas – caberia desempenhar alguns papéis fundamentais para o pleno desenrolar da Política. Dentre eles, levar informações contextualizadas aos diferentes públicos, agendar o debate em torno dos temas vitais para as sociedades nos quais estão inseridos e garantir que as várias instituições democráticas – especialmente governos – sejam responsivas perante as demais.

53 jornais, 4 revistas

Nesse cenário – tão relevante quanto complexo – impõe-se uma interrogação essencial: como a mídia, um dos guardiões da democracia, guarda a si mesma? Desvendar os principais aspectos dessa questão é o objetivo do presente estudo, coordenado pela ANDI, em parceria com a Fundação Ford. Tendo como base uma amostra de textos jornalísticos veiculados ao longo de 2003, 2004 e 2005 acerca das chamadas Políticas Públicas de Comunicação (PPC), o trabalho busca descrever e analisar como 53 jornais de todas as unidades da Federação, além de quatro revistas de circulação nacional, se comportam quando os temas em destaque em suas páginas remetem a questões referentes ao próprio universo das comunicações.
A introdução traz o perfil geral da cobertura jornalística sobre o assunto, bem como os procedimentos metodológicos utilizados para a elaboração da investigação. Sempre se valendo, como pano de fundo, dos dados da pesquisa, no primeiro capítulo são traçadas algumas das principais relações entre mídia e democracia. No segundo, são abordadas questões relacionadas à infra-estrutura necessária à operação dos meios de comunicação – pontuando-se temas como regulação, concessões e propriedade. Já no terceiro capítulo, estarão em foco algumas discussões acerca da regulação dos conteúdos. Por fim, são apresentados alguns dados mais gerais coletados pelo estudo.

1 Comments:

Blogger Natty said...

Salve salve querido Marcelo!!!
Acho que trocar algumas palavrinhas com vc aquele dia no MSN me fizeram acordar para os blogs novamente!!!
Cá estou eu, mas agora repaginada ok?! Se puder mudar meu link aí do ladinho agradeço, o seu com ctza já está sendo colocado no meu novo espaço!!!!
Como é bom estar de volta!!
Há braços doces

março 24, 2007 3:15 PM  

Postar um comentário

<< Home