sábado, janeiro 13, 2007

A mídia de Deus

O escândalo envolvendo o casal de bispos fundadores da Igreja Renascer é um prato muito apetitoso para a nossa mídia. Especialmente nesta entressafra noticiosa.
Não é todo o dia que se pode juntar num mesmo pacote religião, a polícia americana, uma Bíblia recheada de dólares, fortunas em Miami e um casal muito bem-sucedido na empreitada de enganar os crentes.
Na quarta-feira (10/1), o advogado dos "bispos" Hernandez definiu o noticiário como "calúnia" e acusou nossa imprensa de estar enganada. O noticiário está correto, as fontes são boas, a apreensão dos dólares ocorreu de fato, a dupla está evidentemente encalacrada. O que falta dizer ao distinto público é que não é a primeira vez que uma seita religiosa sediada no Brasil é pega em flagrante com um montão de dinheiro ilegal.
Em 2005, um jato da Igreja Universal do Reino de Deus foi apreendido pelas autoridades com uma fábula de dinheiro em malas e cuja origem nunca foi devidamente esclarecida. Acontece que a Igreja Universal, além de seita multinacional, é uma poderosa entidade política muito bem representada no Congresso e muito próxima do governo. E, como se não bastasse, domina um poderoso grupo de mídia eletrônica encabeçado pela Rede Record.
As trapalhadas fazem parte de um contexto infinitamente maior e, por isso mesmo, não podem ser vistas isoladamente.


Por Alberto Dines

1 Comments:

Anonymous roberto duarte said...

Quando Edir Macedo comprou a TV Record, o sistema Globo declarou guerra para tentar desmoralizá-lo e diminuir a ameaça que o novo grupo representava. Esplodiram acusações de corrupção, lavagem de dinheiro e outras tantas. Até o Marcelo Crivella levou chumbo mas conseguiu escapar e se eleger. Para piorar, ainda ocorreu o episódio do pastor que chutou a imagem da santa em um programa de TV. Mas como os interesses políticos falam mais alto, e a bancada evangélica no Congresso é grande, os dois grupos parecem ter chegado a um acordo. Podem não ter fumado o cachimbo da paz, mas o tiroteio diminuiu. Por outro lado, as redes evangélicas continuam ameaçando os programas globais. A ganância dos "bispos" da Renascer foi a munição que a grande imprensa estava precisando. Mas não se preocupem. Logo, logo eles estarão na rua, soltos graças à bondosa justiça brasileira, que só é cega para quem tem saldo baixo no banco.

janeiro 15, 2007 4:24 PM  

Postar um comentário

<< Home